Comissão de Saúde de Itaperuna reuniu com a direção do Hospital São José do Avaí e com secretário municipal

Os vereadores Paulo Cesar da Silva, Sinei Torresmo e Glauber Bastos, membros da Comissão de Saúde, reuniram-se com a direção do Hospital São José do Avaí e com o Secretário de Saúde, e na tribuna afirmaram que a Secretaria de Saúde não sabe o quanto deve e que a direção do hospital não sabe o quanto têm a receber.

Entre outras coisas, disseram que no início do governo, por empolgação o governo liberou um número superior de autorizações de internações e de procedimentos cirúrgicos, mais que a partir de agora a Secretaria terá que diminuir o número de autorização de internações e de procedimentos cirúrgicos.

Isso significa que será  reduzido o número de atendimento médico-hospitalar e cirúrgico até que a dívida seja liquidada, enquanto isto a população que vier precisar da urgência ou emergência desses serviços, ficarão na fila de espera torcendo para que sua doença estabilize ou poderão procurar os seus direitos na justiça.

Não senhores Vereadores, isso não é empolgação, é falta de gestão.

Repito, não é possível que a direção do hospital são saiba o quanto a Secretaria Municipal de Saúde (Fundo Municipal) deve, até mesmo em homenagem a sua bela administração e por constar da ata que os próprios vereadores assinaram, onde claramente diz que os serviços foram empenhados, portanto, ficando evidente a dívida, por que não existe nota de empenho sem valor explicito.

Se irão diminuir o atendimento é para quê? Entendemos que no mínimo é para pagar a dívida.

E por fim, os senhores assinaram a ata e novamente NADA entenderam.

Na ata está escrito “(…) que existem débitos do Município relativos a repasses do SUS, do TAC firmado em 2013, bem como notas de empenho (…)” e que irão se reunir em trinta dias.

Senhores vereadores:

“Débitos” são dívidas;

“Empenho” é comprometimento de despesas;

“Repasses do SUS” são pagamentos vindo do governo federal e que a Secretaria Municipal de Saúde deveria repassar para o hospital e o dinheiro não chegou lá, por isto estão cobrando.

Uma fonte nos informou que o Conselho Municipal de Saúde já tem conhecimento da dívida e que uma pessoa da direção do hospital iria na reunião para reclamar do atraso do pagamento, mais por motivo de foro íntimo não pode comparecer.

 

Categories: ERECI ROSA

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Powered by themekiller.com